sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

La Cabrera - Correspondentes internacionais

Quando eu acho que não pode haver reportagem melhor que a anterior, recebo outra melhor ainda!

Quando acabarem de ler essa, vão concordar comigo, tenho certeza!

Um almoço lindamente descrito, como todas as reportagens, mas que vai te deixar com água na boca!

La Cabrera

"Sabe aqueles lugares que você quer voltar sempre? Assim é Buenos Aires para mim! E um dos programas que mais reforçam isso é ir ao La Cabrera, um restaurante de carnes tipicamente argentino. Faço meu roteiro pensando em como encaixar um almoço por lá. Gosto da comida, do ambiente, da localização, enfim, de tudo.



Normalmente, não peço nada de entrada, pois gosto de" guardar espaço" para o grande protagonista. Me delicio com os pãezinhos de entrada e as pastinhas. Os pães são tão fresquinhos que não resisti antes de tirar a foto.



Após uma aflitiva espera, eis que chega ele, o Ojo de Bife (146 pesos). Aprendemos essa corte aqui em Buenos Aires e não conseguimos mais pedir outra carne. É bem gordurosa, é verdade, mas é justamente isso que a torna tão macia e saborosa. Simplesmente, de comer rezando.



Ao contrário de todos os restaurantes da cidade, que não oferecem nenhum acompanhamento com o prato principal, no La Cabrera, eles vêm em variadas pequenas porções. Na tábua, estão os molhos para a carne: um de tomates secos, um com salsa e tomates cereja e um com alho e grão de bico. Eu não sou muito fã de alho por achar que você come um pedaço agora e passa mais várias horas lembrando que comeu. Mas quando provei esse último molho, juro que tive vontade de chorar de emoção. Caramba! O que é aquilo?


Como guarnicão, vieram purê de batata, molho de maçã, milho agridoce com bacon e purê de abóbora com bacon. Calma! Ainda falta falar da abobrinha com queijo e o molho de mostarda dijon. Como o sabor agridoce não me atrai tanto, elejo a abobrinha como o primeiro colocado. Ela estava tenra e o queijo era saboroso demais! Sou suspeita para falar de purê, pois sou apaixonada por qualquer um. Mas eles estavam excelentes sim e, apesar da minha restrição, não dispensei o milho agridoce, que estava fantástico! Ele era levemente adocicado e, cá entre nós, como algo pode ser ruim tendo bacon? Já o molho de maçã não rolou. Sorry! Até molhei um pedacinho da carne, mas estava bem doce.




Como sempre vamos ao La Cabrera mal intencionados, ainda pedimos meia porção de batata frita (31 pesos). Não uma batata frita qualquer, mas sim a batata, sequinha e crocante por fora e molinha por dentro.


Após nos empanturrarmos com tanta carne e cia., mais uma vez, não sobrou espaço para sobremesas. Aliás, preciso confessar: prefiro os salgados aos doces e raramente peço sobremesa! Lu, não me demita por isso!
Junto com a conta, chega uma "árvore" cheia de pirulitos para adoçar o resto da tarde. Voltamos caminhando para o hotel na esperança de queimar um pouquinho de tudo o que comemos.
"


Endereço: Calle José Antonio Cabrera, 5099, Palermo

3 comentários:

marianamiranda disse...

Ê vontade de viajar, meodeos...

rodrigobarretto disse...

Lu, estamos adorando o nosso trabalho. Aninha mesmo está se realizando, sendo a Sonia Bridi do Rata de Cozinha. Com o patrocínio do Rata podemos continuar fazendo esse esforço descomunal que é viajar e comer em terras estranhas. Peço que analise com carinho essa possibilidade.
Beijão

GraviMater - Psicologia da Gravidez e Maternidade disse...

o La Cabrera é realmente um lugar que vale a pena repetir sempre! Tudo delicioso!!